27º BPM/I – “Tenente PM Ruytemberg Rocha”distribui novo armamento à todo efetivo.

A Polícia Militar, visando a busca pela valorização do seu maior patrimônio, o Cidadão Policial Militar, movida pelos avanços Técnico-Científico-Informacional, constantemente realiza aperfeiçoamentos, a fim de capacitar sua força de trabalho por meio de: instruções diárias para o serviço daquele turno; treinamentos durante o serviço; vídeo-treinamento; Instrução Continuada de Comando (ICC); Estágio de Aperfeiçoamento Profissional (EAP); cursos e estágios de aperfeiçoamento e especialização; habilitações para a utilização de equipamentos de baixa letalidade capazes de neutralizar agressores da sociedade; treinamentos para habilitações e transposições que capacitem o uso de novos armamentos.Ainda nesse panorama tecno-evolutivo, atualmente a Polícia Militar do Estado de São Paulo (PMESP) elabora os Boletins de Ocorrência utilizando Tecnologia Embarcada, capaz de armazenar dados em plataforma governamental e consultá-los sempre que necessário, por meio dos Terminais Móveis de Dados (TMD, conhecidos vulgarmente como “Tablets”).
Além da difusão desse respaldo educativo-profissional, mantém-se na cultura policial-militar, que os quartéis por onde servem ou serviram, ou simplesmente visitam, são e sempre serão as suas segundas casas, diuturnamente em condições de uso para os seus mais de cem mil homens e mulheres, estando no serviço ativo ou sendo um Veterano.
Nesse viés de valorização do profissional, a Instituição PM adquiriu um novo armamento de porte para cada um dos Policiais Militares do serviço ativo. Trata-se da pistola semiautomática da marca Glock, de fabricação Austríaca, altamente conceituada em todo mundo, com excepcionais referências para o tiro policial na preservação da vida.

”  A pistola Glock, modelo G22, .40 S&W, de origem austríaca, como a arma de porte mais indicada e desenvolvida especialmente para “fins policiais e de segurança” (Força de Paz).”
Fonte: Nilson Giraldi, Coronel da PMESP, in Armas de fogo próprias para “Forças de Guerra”. “Forças de Paz”. “Força de Justiça” e Força de Competição”. 

A arma foi desenvolvida exclusivamente para a PMESP numa versão com calibre .40. Batizada como a Glock 22 Geração 5 AMS / RFID, com travas manuais ambidestras, conforme solicitado em edital, sendo exatamente iguais às do modelo oferecido para o US Army no projeto MHS, vencido pela SigSauer P320. Atendendo também os requisitos dos carregadores metálicos. Cumpre ainda os padrões estabelecidos nas especificações para identificação do armamento, visando garantir o seu controle e rastreabilidade, de acordo com as normas brasileiras e necessidades da PMESP.

Arma foi desenvolvida exclusivamente para a PMESP

 O 27º Batalhão de Polícia Militar do Interior “Tenente PM Ruytemberg Rocha”, por meio de sua Equipe de Instrução, coordenada pelo Oficial Regimental de Tiro, 1º Tenente PM Luiz Alberto, que é portador de especialização no curso de Tiro Defensivo na Preservação da Vida “Método Giraldi”®, realizou as adaptações, durante os meses de Julho e Agosto, no “Centro de Tiro e Caça Jahu”, a fim de capacitar os Policiais Militares ao porte da nova arma em defesa da sociedade.

Assim, finalizando a “Semana do Soldado”, que representa o guardião que zela diuturnamente pelos Brasileiros de São Paulo, comemoramos mais este incremento em nosso Batalhão, de modo a valorizar nossos profissionais e melhorar os serviços de Segurança Pública e Defesa Social.

SEÇÃO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL DO 27ºBPM/I – “TEN PM RUYTEMBERG ROCHA”

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.