Polícia Civil encontra mais de 10 quilos de drogas em residência e prende moradores por tráfico

Um homem e uma mulher foram presos em flagrante na manhã desta terça-feira, dia 22/12, em Fartura, durante operação de combate ao tráfico de drogas no município, deflagrada pela equipe da Delegacia de Polícia local com o apoio de integrantes da Polícia Militar da cidade.
Segundo o boletim de ocorrência, cerca de dez quilos de maconha (a maior parte já fracionada e também na forma de tijolo) e aproximadamente 1 quilo de haxixe (976,2 gramas) foram localizados na residência onde o casal estava, no Parque das Flores. Além dos entorpecentes, foram apreendidos telefones celulares, balanças digitais, dinheiro (R$ 112,00), centenas de sacos plásticos e embalagens à vácuo e até um cutelo.
Os suspeitos foram surpreendidos pelos agentes no momento em que realizavam o processamento de parte das substâncias entorpecentes, na sala do imóvel. Com a varredura no local foi possível encontrar mais frações da droga em outros cômodos, algumas já introduzidas em sacos plásticos e também em recipientes de vidro.
Ainda segundo a ocorrência, havia no local vestígios do consumo de cigarros de maconha, folhas secas da erva, um caderno contendo anotações aparentemente relacionadas à contabilidade do tráfico de drogas, bem como registros sobre o cultivo e manejo de maconha. O material foi apreendido e levado à delegacia junto com os presos. Um auto de prisão em flagrante foi registrado por tráfico de drogas e associação.
Caso a privação de liberdade seja confirmada pelo Judiciário na audiência de custódia, a mulher será transferida para a Penitenciária Feminina de Pirajuí e o homem para o Centro de Detenção Provisória de Cerqueira César.
De acordo com a Delegacia de Fartura, a dupla estava sendo monitorada em razão de suspeitas de envolvimento na compra e venda de drogas no município. A investigação reuniu provas com indícios de autoria do crime e apresentou ao fórum, que expediu mandado de busca e apreensão domiciliar. Um inquérito policial foi instaurado para concluir o caso.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.